• Notícias
    Data da publicação: sábado, 13 de outubro de 2018
    SAAE busca recurso para a Implantação do Sistema de Desidratação de Lodo da ETA II
    O recurso solicitado foi avaliado em R$ 2.7 milhões, incluindo a contrapartida do SAAE, no valor de R$ 423 mil.
    Por: Redação
    E-mail


    A busca por soluções economicamente viáveis e ambientalmente vantajosas para o tratamento e disposição final de lodos de ETAs continua sendo um desafio no Brasil. Pensando nisso, o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) protocolou junto ao Fundo Estadual de Recursos Hídricos (FEHIDRO) solicitação de recurso para a implantação do sistema de desidratação do lodo da Estação de Tratamento de Água II, “Mozart do Prado”, localizada na Avenida Ênio Pires de Camargo.


    O recurso solicitado foi avaliado em R$ 2.7 milhões, incluindo a contrapartida do SAAE, no valor de R$ 423 mil. Segundo o Diretor de Qualidade e Meio Ambiente do SAAE, Caio Kerches, “o sistema de reaproveitamento das águas da lavagem dos filtros e decantadores será composto por, tanque de equalização e decantação, estação elevatória de recirculação das águas, estação elevatória de lodo e o sistema de desidratação do lodo.


    A ETA II está em operação desde 1992 e o processo de tratamento empregado é o convencional, compreendendo a floculação, a decantação, a filtração, a desinfecção final por reação junto aos produtos químicos.


    Atualmente, as águas de lavagem dos filtros e decantadores são descartadas no corpos d’água. Segundo o químico responsável pelas ETAs; “com a implantação do sistema de desidratação do lodo será possível recuperar a água empregada na lavagem dos filtros fazendo com que a mesma retorne ao processo de tratamento, com isso, toda a água retirada dos corpos d’água, não retornarão mais para o rio”, explica o químico Odesio de Jesus Ferraz.


    O superintendente do SAAE, José Luiz Cabral, ressalta que com a implantação deste sistema o SAAE estará atendendo as exigências da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB) e da Secretaria Estadual de Meio Ambiente, que não permite mais o lançamento direto de águas de lavagem dos filtros e decantadores nos corpos d’água da bacia do rio Capivari. “Estamos ansiosos aguardando a aprovação final de mais este importante recurso”, afirma o superintendente.


    Para o prefeito Rodrigo Proença, o SAAE é uma potência para o desenvolvimento econômico e ambiental de Capivari. “Acompanho de perto o trabalho desenvolvido por toda a equipe do SAAE na busca por novos investimentos para aprimorarmos cada vez mais o saneamento básico e, consequentemente a qualidade de vida de todos os capivarianos”, ressalta o prefeito.

    Veja também
  • Receita paga hoje 5º lote de restituições do Imposto de Renda 2018
  • Últimos dias para licenciar veículos com placa final 8, no Estado de SP
  • Abusos na infância podem deixar marcas no DNA, diz estudo
  • IBGE e Conab atualizam as projeções para a safra de grãos
  • Puxados pelo limão tahiti, que subiu 66%, alimentos ficam mais caros
  • SAAE busca recurso para a Implantação do Sistema de Desidratação de Lodo da ETA II
  • Com salário médio de R$ 1,4 mil, quase 60 mil temporários devem ser contratados para o fim do ano
  • Arrecadação cresce e brasileiros já pagaram R$ 1,8 trilhão em impostos, em 2018
  • Brasil já registrou 2.044 casos de sarampo; quase 8 mil estão sendo investigados
  • Puxadas pelas lojas de móveis e eletrodomésticos, vendas do comércio crescem, em setembro
  • Comitê da ONU confirma que caso Lula fica para 2019
  • Mulheres falam sobre a importância da prevenção e do diagnóstico do Câncer de Mama
  • Bancos de todo o País ficarão fechados nesta sexta, feriado de 12 de outubro
  • Jovem cantora representa Capivari no programa Raul Gil no SBT
  • Foragido é preso em Capivari ao tentar fugir através de túnel

  • (19) 3491-1750
    R. Gal. Osório, 1047 Capivari / SP | CEP:13360-000