• Notícias
    Data da publicação: sexta-feira, 20 de junho de 2014
    Lâmpadas incandescentes não poderão mais ser fabricadas no país
    Isso porque a partir de julho, as lâmpadas incandescentes de 60 watts, vão deixar de ser importadas ou fabricadas no país.
    Por Milena Abreu/Rádio2 Lâmpadas mais usadas pelos brasileiros vão começar a sumir das lojas. Isso porque a partir de julho, as lâmpadas incandescentes de 60 watts, vão deixar de ser importadas ou fabricadas no país. Uma portaria publicada em 2010 pelo governo federal estabelecia metas mínimas de eficiência energética para esses produtos. Mas segundo o setor, esses índices são impossíveis de ser atingidos, o que inviabiliza a produção. Utilizada em larga escala desde o fim do século 19, as lâmpadas incandescentes não são mesmo nada sustentáveis: apenas 5% da energia elétrica consumida vira luz; os outros 95% são transformados em calor. Por isso, gastam mais energia, iluminam menos e têm vida útil até seis vezes menor do que as lâmpadas fluorescentes, por exemplo. Para iluminar as residências, os consumidores poderão optar pelas lâmpadas fluorescentes compactas ou as de led. Apesar de todas serem mais caras do que as incandescentes, elas gastam menos energia e duram mais, o que no final gera economia para o consumidor. Após 1º de julho, ainda será possível compras as lâmpadas incandescentes nas lojas. Mas as vendas também serão proibidas daqui a um ano.
    Veja também
  • Veterinária responde dúvidas de ouvintes sobre desidratação e banhos no inverno
  • Vacina brasileira contra a dengue é patenteada e deve chegar ao mercado nos próximos meses
  • Golpe promete desconto em óculos de sol para roubar perfis em redes sociais
  • Guarda Civil apreende rapaz com pinos de cocaína e R$70 em Capivari
  • Comércio vendeu mais no Dia dos Namorados afirma pesquisa
  • Maior vestibular do País, prova da Fuvest terá reconhecimento facial dos candidatos
  • Blitz da Lei Seca autua 73 motoristas; Seis deles podem pegar até três anos de cadeia
  • Atenção às medidas de segurança na passagem pelos pedágios eletrônicos; lei determina retirada de cancelas
  • Artista que faz estátua viva em Capivari passa por dificuldades e tem morado na rua
  • Dpvat já indenizou 148 mil vítimas em 2018
  • 62% dos jovens brasileiros têm o desejo de morar fora do país, revela pesquisa
  • 60% dos torcedores trocaria título do time por hexa na Copa, diz pesquisa
  • Provimento regulamenta teletrabalho nos cartórios de notas e de registro
  • Inverno exige cuidado redobrado com a pele
  • Preços dos combustíveis diminuem, mas gasolina e álcool estão mais caros que antes da greve

  • (19) 3491-1750
    R. Gal. Osório, 1047 Capivari / SP | CEP:13360-000