• Notícias
    Data da publicação: sexta-feira, 20 de junho de 2014
    Lâmpadas incandescentes não poderão mais ser fabricadas no país
    Isso porque a partir de julho, as lâmpadas incandescentes de 60 watts, vão deixar de ser importadas ou fabricadas no país.
    Por Milena Abreu/Rádio2 Lâmpadas mais usadas pelos brasileiros vão começar a sumir das lojas. Isso porque a partir de julho, as lâmpadas incandescentes de 60 watts, vão deixar de ser importadas ou fabricadas no país. Uma portaria publicada em 2010 pelo governo federal estabelecia metas mínimas de eficiência energética para esses produtos. Mas segundo o setor, esses índices são impossíveis de ser atingidos, o que inviabiliza a produção. Utilizada em larga escala desde o fim do século 19, as lâmpadas incandescentes não são mesmo nada sustentáveis: apenas 5% da energia elétrica consumida vira luz; os outros 95% são transformados em calor. Por isso, gastam mais energia, iluminam menos e têm vida útil até seis vezes menor do que as lâmpadas fluorescentes, por exemplo. Para iluminar as residências, os consumidores poderão optar pelas lâmpadas fluorescentes compactas ou as de led. Apesar de todas serem mais caras do que as incandescentes, elas gastam menos energia e duram mais, o que no final gera economia para o consumidor. Após 1º de julho, ainda será possível compras as lâmpadas incandescentes nas lojas. Mas as vendas também serão proibidas daqui a um ano.
    Veja também
  • Trabalhadores realizaram 1.566 greves em 2017, diz Dieese
  • Câncer vai matar mais de 9 milhões de pessoas este ano
  • Eleições 2018 terão quase 2 milhões de mesários
  • Licenciamento de veículos com placa final 7 e de caminhões com placa 1 ou 2 termina no fim do mês
  • PF apreende mais de 1,1 tonelada de cocaína em tratores no Porto de Santos
  • Colisão entre carro e caminhão deixa uma pessoa ferida em rodovia de Capivari
  • Venda de veículos financiados cresce 7,7%, em agosto
  • Em setembro, juros do cheque especial voltam a subir
  • Enxaqueca tem vários gatilhos e obesidade aumenta em 44% risco da doença
  • Suspeito de invadir residências para filmar mulheres durante o banho é detido em Capivari
  • Brasil bate meta de vacinar 95% das crianças
  • Preço da gasolina dispara e supera valor registrado logo após a greve dos caminhoneiros
  • Pelo menos 29 pessoas acusadas de integrar quadrilha especializada em crimes cibernéticos são presas
  • Dia mundial sem carro será comemorado neste sábado em Capivari
  • Custo de vida do brasileiro sobe, mas alimentos mais baratos impedem avanço maior

  • (19) 3491-1750
    R. Gal. Osório, 1047 Capivari / SP | CEP:13360-000