• Notícias
    Data da publicação: terça-feira, 09 de maio de 2017
    Batata e tomate puxam custo de vida das famílias de baixa renda, mas avanço perde força
    Por: Umberto Ferretti - Rádio 2

    Boa notícia para a população de baixa renda.


    O aumento do custo de vida de quem ganha até duas vezes e meia o valor do salário mínimo perdeu força. E, em abril, a alta foi de apenas 0,11 por cento.


    A pesquisa foi feita pela Fundação Getúlio Vargas.


    No mês passado, houve avanço nos gastos com: alimentação, saúde, transportes e comunicação.


    Destaque negativo para o tomate e a batata, ambos com alta de mais de 30 por cento no preço médio. E a lista dos maiores aumentos tem ainda o leite e o bujão de gás.


    Por outro lado, os gastos com habitação, vestuário e educação diminuíram.


    Nesses casos, chamaram a atenção, por exemplo, as quedas nos preços da conta de luz, da taxa de condomínio e das roupas.


  • Veja também
  • Almir Pazzianotto Pinto analisa política, economia e trabalho em livro
  • Artista plástico de Mombuca pinta a menor bandeira do Brasil em quadro miniatura
  • Brasileiros valorizam trabalho com horários flexíveis
  • Ferrari renova contrato de Raikkonen para a temporada 2018
  • Desmatamento na Amazônia Legal recua 21%
  • Jogos de volta das semifinais agitam a Copa do Brasil
  • Votação da reforma política é adia no Congresso Nacional
  • Governo amplia público-alvo de vacinas de HPV para adultos até 26 anos
  • Brasil atinge 155 assassinatos por dia no 1º semestre deste ano
  • Prefeitura de Capivari adquire câmeras de vigilância para Saúde
  • Brasil será convidado de honra em Feira do Livro da Colômbia
  • Especialista fala sobre Síndrome do Pânico
  • Leilão de 13 aeroportos deve render mais de R$ 6 bi ao governo
  • Fuvest abre inscrições para o vestibular 2018
  • Quase 2% dos cheques foram devolvidos em julho

  • (19) 3491-1750
    R. Gal. Osório, 1047 Capivari / SP | CEP:13360-000