• Notícias
    Data da publicação: terça-feira, 09 de maio de 2017
    Batata e tomate puxam custo de vida das famílias de baixa renda, mas avanço perde força
    Por: Umberto Ferretti - Rádio 2

    Boa notícia para a população de baixa renda.


    O aumento do custo de vida de quem ganha até duas vezes e meia o valor do salário mínimo perdeu força. E, em abril, a alta foi de apenas 0,11 por cento.


    A pesquisa foi feita pela Fundação Getúlio Vargas.


    No mês passado, houve avanço nos gastos com: alimentação, saúde, transportes e comunicação.


    Destaque negativo para o tomate e a batata, ambos com alta de mais de 30 por cento no preço médio. E a lista dos maiores aumentos tem ainda o leite e o bujão de gás.


    Por outro lado, os gastos com habitação, vestuário e educação diminuíram.


    Nesses casos, chamaram a atenção, por exemplo, as quedas nos preços da conta de luz, da taxa de condomínio e das roupas.


    Veja também
  • Justiça torna réus acusados de desviar verbas da Lei Rouanet
  • Percentual de cheques devolvidos sobe em novembro, diz Boa Vista
  • Gripe é porta de entrada para doenças que matam até 650 mil pessoas por ano no mundo, segundo OMS
  • Na mira do BC, cartão de débito deve ter incentivo para reduzir custos ao lojista
  • Operação da PF vai desvendar fraude de R$205 milhões na Fazenda
  • Crise política e econômica afasta imigrantes do Brasil
  • Valdir Vitorino participou ao vivo do Primeira Página desta sexta; Assista!
  • Sorteio de 224 casas populares acontece hoje em Capivari
  • Congresso aprova Orçamento federal de R$ 3,5 trilhões para 2018
  • Governo libera pagamento do sexto lote do PIS/Pasep
  • Documento do carro terá versão digital em 2018
  • Sobe o número de brasileiros que vão guardar o dinheiro do 13º
  • Google e operadoras desenvolvem substituto do SMS
  • Anvisa aprova vacinação em farmácias
  • Vendas no comércio voltam a crescer, em novembro

  • (19) 3491-1750
    R. Gal. Osório, 1047 Capivari / SP | CEP:13360-000