• Notícias
    Data da publicação: terça-feira, 07 de novembro de 2017
    Lei que libera uso de celulares em salas de aulas em escolas estaduais é sancionada
    Projeto aprovado autoriza o uso do equipamento para fins pedagógicos em escolas do Estado de São Paulo.


    Foto:Luis Blanco /A2img


    O governador Geraldo Alckmin, acompanhado do secretário da Educação, José Renato Nalini, sancionou, na tarde desta segunda-feira, 6, a lei que libera o uso de telefone celular em sala de aula para fins pedagógicos. O projeto de lei nº 860/2016 alterou a lei 12.730/2007, que proibia o uso de celulares em escolas estaduais. Ele havia sido aprovado pela Assembleia Legislativa de São Paulo no último dia 11 de outubro.

    “A Secretaria da Educação tem feito um excelente trabalho de tornar a escola mais atraente para os jovens e de melhorar a qualidade do ensino. A internet no celular abre inúmeras possibilidades de atividades e pesquisa. Será um grande salto em benefício dos alunos”, disse o governador.

    A proposta foi encaminhada pelo governador à Alesp, em 2016, após um pedido feito pelo titular da pasta. Ao sancionar a lei, estudantes dos ensinos fundamental e médio poderão utilizar os aparelhos em sala de aula em atividades pedagógicas, orientadas por educadores, envolvendo-os na linguagem de seu tempo, no acompanhamento das inovações tecnológicas e despertando a criatividade no desenvolvimento de novos projetos.


    Wi-fi e banda larga na rede estadual

    Até outubro de 2018, todas as 5 mil escolas estaduais serão equipadas com sistema wi-fi e banda larga. A novidade faz parte do novo plano tecnológico anunciado pelo Governo de São Paulo e que irá modernizar a rede. A instalação da internet sem fio terá início nas salas dos professores e de informática. As unidades que participam do Escola da Família também poderão utilizar a conexão aos fins de semana, em áreas indicadas por cada equipe gestora.

    O sinal também estará mais rápido. Dois links vão abastecer as escolas: Intragov (do governo estadual e já existente) e Telefônica. O reforço garante a conexão permanente e a possibilidade de distribuir o sinal entre atividades pedagógicas e administrativas. Além disso, a velocidade será ampliada. Importante: o monitoramento e filtro de conteúdo acessado pelos estudantes será mantido.


    Veja também
  • Mais de um milhão de crianças foram imunizadas contra sarampo e polio na primeira semana de campanha
  • Mensagem que circula nas redes sociais sobre aumento das multas de trânsito é falsa
  • Brasil tem 164 casos de estupro por dia e mais de 220 mil crimes na Lei Maria da Penha
  • Meia hora de atividade física por dia ajuda a prevenir câncer de mama e de cólon, aponta estudo
  • João Doria, candidato a Governador de São Paulo, falou sobre suas propostas à Raízes FM
  • Correntistas de qualquer banco começam a receber hoje o dinheiro do Fundo Pis/Pasep
  • Termina amanhã prazo para registro de candidatos; campanha começa na quinta-feira
  • Operação da Lei Seca autua 83 motoristas, em várias cidades paulistas
  • Pneus podem ter desconto para deficientes
  • Brasil já cumpriu meta de redução de emissão de carbono estabelecida para 2020
  • Brasil exportou mais de 2 milhões de sacas de café em julho
  • Fuvest abre inscrições para o vestibular 2019
  • Após decisão do STF, procuradores aprovam reajuste de 16% em salários
  • Operação Dia dos Pais encontra irregularidades no comércio
  • Sistema de reconhecimento facial será usado para garantir mais segurança nas Olimpíadas de 2020

  • (19) 3491-1750
    R. Gal. Osório, 1047 Capivari / SP | CEP:13360-000