• Notícias
    Data da publicação: sábado, 11 de novembro de 2017
    EPIDEMIA ZIKA: Dois anos depois, Ministério da Saúde ainda mantém ações de vigilância
    Por: Redação
    E-mail

    Há dois anos o Brasil viveu uma epidemia de bebês nascidos com microcefalia e outras síndromes, por causa da infecção pelo Zika Vírus. O número de casos fez com que o Ministério da Saúde decretasse emergência e elaborasse um plano de ação para dar assistência e conter o número de afetados. A bancária Isabel Alburqueque, mãe do Matheus, que nasceu com síndrome congênita pelo Zika, conta o que passou na época.

    “O primeiro impacto é revoltante, né? É de revolta porque a gente é vítima de uma calamidade pública. Não foi algo genético, não foi algo que eu desenvolvi. Foi um agente externo que veio e abalou a vida de mais de 400 famílias, só aqui no Estado de Pernambuco”.

    Agora, com dois anos e um mês, o Matheus já apresenta progressos, graças aos estímulos terapêuticos que recebe desde o primeiro mês de vida. O desenvolvimento e o bem estar de todos os bebês nascidos com a síndrome congênita pelo Zika é o objetivo do Ministério da Saúde. A técnica da Secretaria de Assistência à Saúde, Mariana Bertol, fala sobre algumas ações que o governo federal manteve mesmo depois do surto.

    “A gente vai manter o sistema em vigilância, em alerta, pra continuar notificando qualquer caso, em qualquer idade, que por acaso, tem alguma relação com a epidemia, com essa emergência de saúde pública. E a gente vai continuar mantendo os nossos serviços também de prontidão para que a gente possa receber o quanto antes essas crianças, investigar no tempo mais oportuno e poder encaminhar para um cuidado mais adequado”. 

    Veja também
  • Passageiro desembarca em Congonhas com pistolas semi-automáticas escondidas
  • Menos de 10% das imagens compartilhadas em grupos de WhatsApp são verdadeiras, constata estudo
  • Francisco pode ser o primeiro Papa a visitar a Coreia do Norte
  • Horário de Verão afeta mais da metade dos participantes do Enem
  • Brasileiros nascidos em outubro recebem abono do PIS referente a 2017
  • 30 milhões de brasileiros que tiveram dados invadidos são avisados pelo Facebook
  • Juros cobrados dos consumidores no cartão e no cheque especial, por exemplo, voltam a cair
  • Preço médio do aluguel sobe 2%, em 2018, para R$ 28,55 o m²
  • Portabilidade numérica completa 10 anos: mais de 45 milhões de mudanças já foram realizadas
  • Preço da gasolina sobe para R$ 4,72 o litro, o maior valor no ano
  • Governo Temer é considerado ruim ou péssimo por 74% dos brasileiros, diz Ibope
  • PF vai investigar ameaça a Rosa Weber sobre suspeita de fraude nas urnas
  • Após perderem benefícios, família luta para cuidar de criança com paralisia cerebral
  • Gil Gomes morre aos 78 anos em São Paulo
  • Mudanças climáticas podem reduzir produção e elevar o valor da cerveja no mundo

  • (19) 3491-1750
    R. Gal. Osório, 1047 Capivari / SP | CEP:13360-000