• Notícias
    Data da publicação: sábado, 11 de novembro de 2017
    EPIDEMIA ZIKA: Dois anos depois, Ministério da Saúde ainda mantém ações de vigilância
    Por: Redação
    E-mail

    Há dois anos o Brasil viveu uma epidemia de bebês nascidos com microcefalia e outras síndromes, por causa da infecção pelo Zika Vírus. O número de casos fez com que o Ministério da Saúde decretasse emergência e elaborasse um plano de ação para dar assistência e conter o número de afetados. A bancária Isabel Alburqueque, mãe do Matheus, que nasceu com síndrome congênita pelo Zika, conta o que passou na época.

    “O primeiro impacto é revoltante, né? É de revolta porque a gente é vítima de uma calamidade pública. Não foi algo genético, não foi algo que eu desenvolvi. Foi um agente externo que veio e abalou a vida de mais de 400 famílias, só aqui no Estado de Pernambuco”.

    Agora, com dois anos e um mês, o Matheus já apresenta progressos, graças aos estímulos terapêuticos que recebe desde o primeiro mês de vida. O desenvolvimento e o bem estar de todos os bebês nascidos com a síndrome congênita pelo Zika é o objetivo do Ministério da Saúde. A técnica da Secretaria de Assistência à Saúde, Mariana Bertol, fala sobre algumas ações que o governo federal manteve mesmo depois do surto.

    “A gente vai manter o sistema em vigilância, em alerta, pra continuar notificando qualquer caso, em qualquer idade, que por acaso, tem alguma relação com a epidemia, com essa emergência de saúde pública. E a gente vai continuar mantendo os nossos serviços também de prontidão para que a gente possa receber o quanto antes essas crianças, investigar no tempo mais oportuno e poder encaminhar para um cuidado mais adequado”. 

  • Veja também
  • Economistas acreditam que as vendas para o Natal devem crescer neste ano
  • Reclamação com internet fixa aumenta
  • Concurso Público em Capivari abre 171 vagas
  • Condenado a mais de 15 anos de prisão, Cunha volta a cumprir pena no Paraná
  • PAT de Capivari tem 28 vagas de emprego
  • Com 134 denunciados, Lava Jato no RJ já pediu devolução de R$ 2,3 bi
  • Cientistas curam diabetes tipo 1 de ratos com células-tronco modificadas
  • Com 100%, Manchester United e PSG entram em campo na quarta pela Liga dos Campeões
  • Apreensão de fuzis estrangeiros avança 169% no RJ
  • Brasil terá mais aposentados do que trabalhadores ativos daqui a 40 anos
  • Licenciamento de veículos com placa final 9 vai só até o fim do mês
  • Tomate e batata mais caros puxam custo de vida da população de baixa renda
  • Cerca de 105 mil motoristas terão desconto de quase R$ 16 milhões no IPVA
  • Roer as unhas pode prejudicar a saúde da boca
  • Pedras obstruem rede de esgoto no bairro Castelani

  • (19) 3491-1750
    R. Gal. Osório, 1047 Capivari / SP | CEP:13360-000