• Notícias
    Data da publicação: sexta-feira, 22 de dezembro de 2017
    Banco de estupradores guarda até esperma para identificação de criminosos
    Por: Tadeu Inácio - Rádio 2

    Mais de 700 estupradores têm material genético guardado no Instituto Médico Legal do Hospital Pérola Byington, em São Paulo.

    O banco de dados, que inclui até esperma, é utilizado toda vez que um suspeito precisa ser identificado. E permite, também, comprovar a existência de outros crimes.

    A investigação cruza os dados da polícia após relato das vítimas com as informações cadastradas no IML.

    As mulheres expostas à violência sexual passam por exames e coleta de provas, além do atendimento de apoio psicológico no hospital.

    Segundo a Superintendência da Polícia Técnica-Científica do Estado, o banco de dados biológicos começou a ser formado em 2015.

    E ajudou a desvendar crimes como o do maníaco do Ibirapuera.



    Veja também
  • Regras para grávidas, aprovadas na Reforma Trabalhista, voltam a valer com o fim da MP
  • Safra de cana será menor afirma Conab
  • Especialista fala sobre os benefícios da Nutrição Esportiva
  • Brasileiros entram em campo pela 4ª rodada da Libertadores
  • Apenas familiares poderão visitar Lula enquanto estiver preso na sede da PF em Curitiba
  • MEC libera lista para isenção da taxa do Enem 2018
  • Motoristas reclamam de buraco na vicinal que liga Capivari a Mombuca
  • Brasil soma 19 mortes por zika, dengue e chikungunya em 2018
  • Polícia Federal anuncia concurso público para 500 vagas
  • Escola de Campinas faz visita à galeria Tarsila do Amaral em Capivari
  • Projeto no Senado quer que passagem aérea não varie mais que 50% num mesmo voo
  • Liberado novo agrotóxico para plantação de abacaxi
  • Mais da metade ainda não declarou o Imposto de Renda
  • Das cidades com melhores índices de saneamento básico do País, metade fica em SP
  • Número de mortes no trânsito despenca 6% em março, no Estado de SP

  • (19) 3491-1750
    R. Gal. Osório, 1047 Capivari / SP | CEP:13360-000