• Notícias
    Data da publicação: sexta-feira, 29 de dezembro de 2017
    Detran usa Drones para fiscalizar trânsito
    Para reduzir o número de acidentes no trânsito, o Detran do DF iniciou uma fase de testes com o equipamento

    Por: Redação
    E-mail

    Eles já são febre entre os adeptos de novas tecnologias. São capazes de captar imagens belíssimas a alturas consideráveis e, em alguns casos, até a polícia já virou adepta. Independentemente do tamanho e formato, tudo indica que os drones vieram para ficar.


    A cidade de Bordeaux, localizada no sul da França foi pioneira em uma nova proposta para fiscalizar e controlar o trânsito: o registro de imagens por drones. Recentemente, seguindo o exemplo dos franceses, a capital da República, Brasília, resolveu aderir à nova tecnologia. Os equipamentos serão utilizados para ajudar a melhorar o fluxo do tráfego nas horas mais intensas e, ainda, fiscalizar aqueles motoristas que insistem em praticar atos de infração, como falar ao celular, não usar o cinto de segurança ou estacionar em locais impróprios.


    Os equipamentos foram doados pela Receita Federal ao Detran, do Distrito Federal e, desde o início da semana, tomam conta da principal via da cidade, o eixo monumental. O diretor-geral do Detran, Silvain Fonseca, explica que os drones estão, por enquanto, em fase de testes. Mas em um futuro breve, servirá de auxílio aos agentes, principalmente na parte de segurança do trânsito.


    “Nesse momento de crise e de falta de recursos humanos a gente buscou otimizar as ações com tecnologia. O equipamento esta sendo utilizado em ações de engenharia, estudos e estatísticas e em locais de acidentes. Então, o equipamento é utilizado para que, nos horários de maior fluxo, possa estar apoiando a abordagens dos agentes.”


    Com os equipamentos, o Detran do DF espera diminuir a incidência de acidentes por meio de ações educativas voltadas aos condutores, principalmente por conta do não uso do cinto de segurança. Segundo dados do IBGE, 20% da população brasileira afirma não usar o cinto quando estão em um veículo. Outra pesquisa, dessa vez da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet), constatou que o uso do cinto de segurança no banco da frente pode reduzir em até 45% o risco de mortes, em acidentes. No caso dos bancos traseiros, o risco é reduzido em 75%. O uso do celular, infração que também será monitorada pelos drones, é a terceira maior causa de mortes de trânsito no Brasil. Ao todo, são 150 vítimas por dia, e 54 mil por ano, também segundo a Abramet.


    Silvain Fonseca afirma que o equipamento será utilizado dentro de todas as normas previstas pela Agência Nacional de Aviação Civil, sem trazer riscos a pedestres ou condutores.


    “Vamos trabalhar com o que estabelece a legislação vigente, nossos drones são certificados junto a ANAC. Não operamos em forma de risco. Sobrevoamos de forma que a gente consegue visualizar no caso de uma infração de trânsito”.


    Segundo as regras da Agência Nacional de Aviação Civil - ANAC, os drones devem ser operados em áreas com, no mínimo 30 metros horizontais de distância das pessoas. Cada piloto remoto pode operar um equipamento por vez. Os equipamentos de até 250 gramas não precisam ser cadastrados junto à ANAC.

    Veja também
  • Anatel adianta bloqueio de celular pirata no Rio e atrasa em SP
  • Contas bancárias digitais crescem no Brasil
  • Brasil tem aumento no número de mortes por febre amarela
  • PIS 2016: prorrogado o prazo para saque
  • Seis milhões não tomaram vacina da gripe
  • Anatel continua pente-fino nos celulares
  • Greve dos caminhoneiros provocou queda generalizada nas indústrias, aponta IBGE
  • Seca prejudica produção de cana em São Paulo
  • Diretor do Senai fala dos cursos gratuitos disponíveis em Rafard e apresenta novidades da instituição
  • Família procura Jovem de 16 anos do Santa Tereza DAvila desaparecida desde esta quinta
  • Amigos fazem bazar para ajudar Isabely, menina que recebeu transplante de fígado doado pela mãe
  • França e Croácia fazem, domingo, a grande final da Copa do Mundo
  • Leite, plano de saúde e conta de luz ficam mais caros e puxam custo de vida do brasileiro
  • INSS faz nova perícia e cancela o auxílio-doença de oito, de cada 10 beneficiários
  • Vendas de carros novos podem crescer quase 12%, em 2018

  • (19) 3491-1750
    R. Gal. Osório, 1047 Capivari / SP | CEP:13360-000