• Notícias
    Data da publicação: quarta-feira, 17 de janeiro de 2018
    Capivari disponibiliza vacina de Febre Amarela. Veja quem pode receber a dose.
    Por: Redação
    E-mail

    Algumas regiões do País, está vivendo surto de Febre Amarela. Entretanto, Capivari não registrou casos da doença em 2017 e o número continua zerado neste ano. Desta forma, o município disponibiliza a vacina apenas para um grupo específico, já que não se trata de uma área endêmica.


    As doses podem ser aplicadas em pessoas que viajem para áreas em que foram registradas o surto da doença, moradores de área rural, bem como em crianças entre os 9 meses e os 4 anos de idade, de acordo com o Calendário de Vacinação. Pessoas com mais de 60 anos é necessário laudo médico.


    Os que se enquadram nesses quesitos podem procurar as unidades de saúde, das 8h às 12h, nos seguintes dias:


    - Ceamc (Centro de Atendimento à Mulher e à Criança): quarta, quinta e sexta-feira;


    - Posto de Saúde do Castelani: todas as terças-feiras;


    - Posto de Saúde do Engenho Velho: todas as segundas-feiras;


    - Posto de Saúde do Padovani: todas as sextas-feiras;


    - Posto de Saúde do Porto Alegre: todas a quintas-feiras;


    - Posto de Saúde do São João: todas as sextas-feiras;


    - Posto de Saúde do Santa Rita: todas as quartas-feiras.



    Contraindicações:

    As unidades de saúde do município estão tendo muita procura. Entretanto, é importante frisar que a vacina contra a Febre Amarela apresenta contraindicações e não podem ser aplicadas em:


    - Crianças menores de 6 meses de idade;


    - Pessoas com história de eventos adversos graves em doses posteriores;


    - Pessoas com história de anafilaxia comprovada em doses anteriores ou relacionada a substâncias presentes na vacina (ovo de galinha e seus derivados, gelatina bovina ou a outras);


    - Pacientes com imunossupressão grave de qualquer natureza: imunodeficiência devido a câncer ou imunodepressão terapêutica, pacientes infectados pelo HIV com imunossupressão grave, com a contagem de células CD4 < 200 células/mm3 ou menor de 15% do total de linfócitos para crianças menores de 13 anos;


    - Pacientes em tratamento com drogas imunossupressoras (corticosteroides, quimioterapia, radioterapia, imunomoduladores);


    - Pacientes submetidos a transplante de órgãos;


    - Pacientes com história pregressa de doenças do timo (miastenia gravis, timoma, casos de ausência de timo ou remoção cirúrgica);


    - Pacientes portadores de lúpus eritematoso sistêmico tendo em vista a possibilidade de imunossupressão;


    - Gestantes;


    - Idosos apenas com encaminhamento médico poderá receber a vacina.

    Veja também
  • Moradora de Rafard denuncia mau estado de conservação em banheiro de Praça
  • Entrega da declaração do IR 2018 começa no dia 2 de março
  • Pesquisadores da USP encontram nova forma de detectar o vírus da febre amarela
  • Carnaval de Marchinhas em Capivari é o evento ideal para seu filho neste carnaval
  • Lei autoriza visita de pets a pacientes em hospitais municipais de São Paulo
  • Implante no cérebro ajuda a melhorar a memória humana
  • Fique atento: Carnaval não é feriado nacional
  • Inauguração da Galeria Tarsila do Amaral ocorre no dia 22
  • Projeto do Senado pretende punir passageiro que acompanhar motorista bêbado ou drogado
  • Pensão integral para cônjuge de policiais entra na reforma da Previdência
  • 6 passos para quem começou 2018 com dívidas
  • Acidentes nas rodovias federais caíram 7,5% em 2017
  • Vereadores cobram administração durante retorno das sessões camarárias em Rafard
  • Especialista em moda, Nanda Máximo, fala sobre o Carnaval
  • Secretário de Segurança Pública fala sobre as ações durante o Carnaval em Capivari

  • (19) 3491-1750
    R. Gal. Osório, 1047 Capivari / SP | CEP:13360-000