• Parabólicas
    Data da publicação: quarta-feira, 09 de agosto de 2017
    Aluno bate em Porsche e deixa bilhete com fone e desculpas
    Por: Redação
    E-mail


    Um estudante honesto está sendo festejado nas redes sociais por ter deixado um bilhete – com telefone e uma mensagem de desculpas – depois de bater em um Porsche, um carro que pode custar de R$ 500 mil a R$ 1 milhão.

    Matheus Inácio Souza bateu no carro de luxo na última sexta, 4, no bairro Santa Mônica em Florianópolis, Santa Catarina.

    O jovem de 21 anos tentava estacionar para ir a um restaurante quando aconteceu o acidente. Ele procurou o dono do carro, que estava estacionado, mas não o encontrou.

    Foi aí que decidiu deixar o bilhete no carro dizendo:

    “Boa tarde. Meu nome é Matheus. Acabei colidindo com seu veículo. Tentei achar o senhor e não encontrei. Meu número de telefone é .... Espero seu contato. Obrigado e desculpe”.




    O dono do Porsche

    O psicólogo Carlos Pimenta participava de uma reunião de trabalho no bairro.

    Quando saiu ele encontrou o bilhete e teve uma reação inesperada.

    O dono do Porsche minimizou a batida e elogiou a atitude de Matheus.

    “Na verdade foi só um arranhão, em uma rua em que, provavelmente, ninguém viu o que aconteceu. Matheus não tinha motivo nenhum para ter essa atitude, foi só uma questão de ética. Temos que valorizar esse tipo de prática”, disse Carlos a reportagem do G1.

    Surpreso, o psicólogo ligou para o número escrito no bilhete.

    “Ele foi muito responsável, disse que apesar de o carro ser importado e ele ganhar pouco [como assistente de apoio] não fugiria da responsabilidade. Embora eu tenha dito que vou procurar um orçamento, não vou levar para conserto, esse valor não fará diferença na minha vida, mas a atitude dele fez”, relatou.

    A honestidade do jovem, que sonha em cursar uma faculdade de direito, está fazendo sucesso nas redes sociais.

    “Já não consigo mais acompanhar as mensagens que chegam, de tantas que são”, contou o rapaz.


    Fonte:SoBoaNoticia

    Veja mais parabólicas