• Parabólicas
    Data da publicação: quarta-feira, 03 de janeiro de 2018
    Homem guarda presente que ainda não foi aberto há 47 anos
    Por: Redação
    E-mail



    Uma das melhores coisas de ganhar um presente, além do presente em si, é a delícia de abrir a embalagem e a expectativa do que está dentro. Não é à toa que tanta gente abre presentes com antecedência, quando os encontra escondidos, só para saber do que se trata.

    Nesse sentido, Adrian Pearce é um homem que parece ter o maior autocontrole do mundo já que ele está até hoje sem abrir um presente que recebeu há 47 anos. Na época, ele era um estudante de 17 anos de idade que estava empolgado esperando o Natal e as festividades de fim de ano. Tudo ia bem até que a sua namorada resolveu colocar um ponto final no relacionamento dos dois.

    Em declaração, o homem contou que a namorada terminou o namoro e deu a ele um presente de Natal, que ele levou para casa: “Eu fiz uma longa caminhada até minha casa e eu estava muito chateado e com raiva, todas aquelas coisas que você sente quando alguém termina com você. E então eu deixei o presente embaixo da árvore de Natal. Depois de a minha família abrir os presentes no Natal, havia um presente sobrando e era o que essa garota havia me dado”, disse ele.

    Naquela ocasião, ele disse a seus familiares que nunca abriria o presente e cumpriu com sua palavra. Alguns anos após a separação, a irmã da ex-namorada deu a ele o telefone da garota, dizendo que ela gostaria de falar com ele. Os dois até se encontraram algumas vezes, mas o interesse romântico já não existia mais e eles deixaram de se ver novamente.

    Ainda assim, ele continuava a colocar o presente não aberto embaixo da árvore de Natal, todos os anos, mesmo depois de ter se casado e tido filhos. A tradição bizarra continuou até que sua esposa pediu para que ele não fizesse mais seu ritual. Hoje, ele só coloca o presente sob a árvore ocasionalmente, olha bem para ele e o guarda de novo.

    “Eu o mantive inicialmente porque eu acho que tinha esperanças de que nós voltaríamos e abriríamos o presente juntos. Agora se tornou um hábito, depois de 47 anos olhando para ele e tendo o prazer de não abri-lo”, explicou.

    Agora, que a história ficou conhecida, ele cogita abrir a embalagem quando fizer 50 anos de seu recebimento – ele até mesmo quer fazer um bolão para que as pessoas façam palpites do que é o presente, com a ideia de doar o lucro para instituições de caridade.


    Fonte: Mega Curioso

    Veja mais parabólicas