• Parabólicas
    Data da publicação: sexta-feira, 02 de fevereiro de 2018
    Cansada de assédio, mulher usa plano inusitado (e meio nojento) para se livrar de agressor
    Por: Redação
    E-mail



    Uma das situações mais desconfortáveis causadas pelo assédio sexual é o cometido no ambiente de trabalho. A vítima fica presa dentro das amarras de comportamento do seu cargo e, como na maioria das vezes as agressões chegam através de um colega em um posto mais alto, as possibilidades de reação acabam comprometidas.

    Mas essa mulher acabou encontrando uma saída, que talvez não seja das mais agradáveis, nem educadas, mas o resultado chegou e, nesse momento, isso é o importante. Tanto que seu agressor foi até demitido. Ela compartilhou a história nas redes sociais:

    Um cara no trabalho ficava trombando em mim. Uma encostada no meu bumbum, na parte lateral dos meus seios. Continuava acontecendo e ele sempre se fazia de inocente passando sem olhar nos meus olhos. Um dia, ele subiu o nível e realmente agarrou minha bunda. Com a mão cheia. Me senti derrotada pois ninguém acreditaria em mim. Aí que me ocorreu uma ideia, relatou ela.



    Fui até ele e virei minha bunda bem na direção da sua mão e soltei um pum. Barulhento e irritado. É nojento, eu sei. Mas se ele quer me fazer sentir violada e reivindicar minha bunda, eu farei ele se sentir violado e irei reivindicar a mão dele.

    Ele surtou e eu também. Nunca mais ele olhará para minha bunda de forma sexual, mas sim como uma caixa de pum que disparou contra sua pequena mão. O chefe veio após o assunto correr pela empresa e nos levou até uma sala, onde descobri que eu era uma das cinco mulheres com quem ele fazia isso, disse. Após ouvir os dois, o chefe demitiu o homem.

    Fonte: Hypeness



    Veja mais parabólicas