Compartilhe
Imagem: CDC/REUTERS

O Ministério da Saúde confirmou a primeira morte por varíola dos macacos no país, em Minas Gerais.

De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, um homem de 41 anos, natural de Uberlândia (MG), morreu em um hospital de Belo Horizonte no dia 28. Ainda segundo a secretaria, o paciente estava em acompanhamento hospitalar para monitoramento de outras condições clínicas graves.



Apenas cinco pessoas morreram pela doença em todo o mundo durante o surto atual, de acordo com dados da OMS (Organização Mundial da Saúde) divulgados ontem. A entidade ainda não se manifestou sobre a vítima no Brasil.

De acordo com o boletim mais recente do ministério, 1.066 casos da doença foram registrados no país, a maioria em São Paulo e no Rio de Janeiro. O ministério está tratando a doença como surto, o primeiro estágio da evolução de contágio, antes de epidemia e pandemia. O surto acontece quando há o aumento repentino do número de casos de uma doença em uma região específica, maior que o esperado pelas autoridades.

Ainda não há vacina disponível para a doença no país, mas a pasta diz que negocia a compra. “A pasta tem buscado as alternativas céleres para aquisição da vacina e articulado com a OPAS/OMS as tratativas para aquisição do imunizante. Dessa forma, o Programa Nacional de Imunizações (PNI) poderá definir a melhor estratégia de imunização para o Brasil”, afirmou em nota.

Fonte: UOL