Compartilhe

A Prefeitura de Capivari, por meio da Secretaria de Saúde, divulgou nesta quarta-feira (28), os dados sobre o  mutirão de exames, que teve seu início no final de abril. Como medida de contenção contra o Covid-19, os exames eram previamente agendados, com intervalos de dias e horários, sendo realizados na Santa Casa de Capivari. 

Foto: Divulgação Prefeitura

Ao todo, a Secretaria de Saúde visava o atendimento de 450 pacientes, porém 50 pessoas com pedido médico não foram encontradas. Com isso,  400 exames foram agendados, mas apenas 270 pessoas se apresentaram para realizá-los. Isso corresponde a uma falta de 32,5% dos pacientes no agendamento. 



A Secretária da Saúde, Vladia Guimarães, afirma  que tais faltas causam transtorno no SUS de Capivari, sendo um atraso à quem precisa dos atendimentos. Vladia ainda fala sobre o trabalho que tem desempenhado para reduzir os índices de faltas, com a atualização cadastral da população no SUS — isso porque um lembrete é enviado aos pacientes uma semana antes do exame, porém muitos telefones estão desatualizados —, mas que precisa da ajuda das pessoas para que isso ocorra. 

“Como o cartão SUS é obrigatório para tomar a vacina, estamos conseguindo atualizar muitos dados de pacientes, mas quando a situação estiver mais controlada vamos avaliar a necessidade de um recadastro dos usuários do sistema municipal de saúde”

Vladia Guimarães

Desde o início do ano, cerca de R$30 milhões foram investidos na Saúde. Deste valor aproximadamente 70% era de recursos próprios. O dinheiro investido visava a compra de equipamentos, medicamentos, exames e repasses para a Santa Casa.