Compartilhe

No Brasil, a pesquisa evidenciou que apenas 7% da população possui essa confiança – a confiança dos brasileiros nos brasileiros. Este índice diz muito sobre um país, e está diretamente ligado com o seu nível de desenvolvimento, afetando todas as partes da economia, principalmente no âmbito da educação.

“Uma sociedade desenvolvida confia nessas instituições. Quando a economia é desenvolvida e as instituições são fortes e estruturadas, elas dão a base para um robusto sistema de saúde, educação, alimentação, serviços básicos, emprego, lazer, enfim, condições para que o ser humano se realize e melhore e aumente sua produtividade, ou seja, produza riquezas para que um país possa se desenvolver”, explica o economista José Pio Martins.



A confiança social, que é confiança dos brasileiros nos próprios brasileiros, é calculado pela credibilidade no poder legislativo, executivo, judiciário, no governo em si, nas autoridades, na polícia, enfim, em todas as instituições em que a sociedade depende.