Compartilhe

A pandemia do novo coronavírus está assustando o mundo.  Naturalmente, a magnitude desse episódio está sendo acompanhada de muita desinformação. Veja abaixo alguns casos de fake news que estão circulando sobre a epidemia do novo coronavírus.

1- “Idoso que sair de casa terá aposentadoria cortada” (falso)



Uma mensagem circulando no WhatsApp mostra um comunicado com o logotipo do Ministério da Saúde e informa que o governo está suspendendo a aposentadoria de idosos que forem pegos andando nas ruas. O objetivo da informação era evitar que as pessoas com mais de 60 anos saíssem de casa e conter a transmissão do coronavírus. Apesar de bem intencionada, a informação é falsa. O comunicado não é da pasta da Saúde e os idosos não estão sendo multados caso saiam às ruas. Mas a recomendação expressa dos órgãos de saúde é para que todos evitem sair de casa, principalmente pessoas com mais de 60 anos e com doenças crônicas, considerados do grupo de risco.

2- “Água quente é capaz de matar o vírus” (falso)

Uma mensagem que está sendo amplamente compartilhada nas redes sociais traz uma orientação supostamente dada por um profissional da saúde sobre beber água quente (entre 26ºC e 27ºC) para matar o coronavírus. O Ministério da Saúde lembra que a temperatura do corpo é de ao menos 36ºC, portanto, ingerir líquidos nas temperaturas sugeridas não faria qualquer diferença. Enfatiza, no entanto, que não há medicamento, substância, vitamina ou alimento específico capaz de evitar o contágio.

3- “Ao estourar plástico bolha, lembre que o ar vem da China” (falso)



Um boato que está fazendo sucesso nas correntes de WhatsApp no Brasil é o que diz que o ar do plástico bolha que envolve produtos importados da China pode estar contaminado pelo novo coronavírus. Segundo o Ministério da Saúde, não há qualquer evidência sugerindo a veracidade dessa informação. “Vírus geralmente não sobrevivem muito tempo fora do corpo de outros seres vivos, e o tempo de tráfego destes produtos costuma ser de muitos dias”, lembrou a entidade.

4- “Urina e estrume de vaca pode curar o novo coronavírus” (falso)

Na Índia, uma política disse à imprensa que as pessoas poderiam usar urina e estrume de vaca para curar o novo coronavírus. Vale lembrar que a vaca é considerada sagrada no país e que o uso da urina deste animal em situações terapêuticas é comum.

5- “Prender a respiração por 10 segundos indica se a pessoa tem a doença” (falso)

Esse boato seria um teste caseiro que revelaria se a pessoa foi contaminada pela doença: respirar fundo, prender a respiração por mais de 10 segundos. Se conseguir fazer isso sem tossir, você não está infectado. Falso! As fake News estão aparecendo tanto que fez com que o Ministério da Saúde montasse uma página dedicada ao monitoramento dessas histórias e a checagem dos fatos.

6- Borracheiro morre em acidente é dizem que foi por coronavírus (falso)

A informação de que um borracheiro morreu em um acidente e que em seu atestado de óbito tinha como causa a covid-19 está sendo replicada em diversas redes sociais. A informação, no entanto, é falsa. Em algumas postagens, o rapaz que morreu seria um porteiro. Em outras, seria caminhoneiro. Em outras, borracheiro. A fake news está sendo utilizada para desacreditar o número de mortes por coronavírus no Brasil.

Fonte: Exame