Compartilhe

Bill Gates, bilionário fundador da Microsoft, não tem economizado em dar a sua opinião acerca da pandemia de Covid-19 que há quase dois anos assola o planeta, e apresentou mais uma vez a sua estimativa para o fim do surto pandêmico. Ele considera que a pandemia de Covid-19 pode estar chegando ao fim, e que a doença poderá brevemente ser tratada como uma gripe sazonal.

Gates compartilhou as suas opiniões acerca da evolução da pandemia, da propagação da variante Ômicron e dos esforços da vacinação numa conversa no Twitter com Devi Sridhar, regente de Saúde Pública Global da Universidade de Edimburgo, na Escócia. Segundo o bilionário, o fim da pandemia será acelerado pelo elevado grau de transmissibilidade da variante Ômicron. 



“Uma vez que a Ômicron passe por um país, no resto do ano veremos menos casos, e a Covid-19 poderá ser tratada como uma gripe sazonal”, declarou. Segundo o New York Times, o número de novos casos de Covid-19 começou a cair nas primeiras cidades norte-americanas atingidas pela nova variante — uma tendência que parece confirmar a queda significativa de novos casos registrados na África do Sul e no Reino Unido após o aparente pico de infecções com a Ômicron.

Gates realça que “a maior parte dos casos mais severos é em pessoas não vacinadas”. Mas, adverte, “à medida que os países enfrentem a sua onda da Ômicron, os seus sistemas de saúde serão desafiados”. Ele está otimista, mas cauteloso em relação à evolução da situação pandêmica global. “A Ômicron vai criar muita imunidade durante pelo menos o próximo ano. Não é provável que apareça uma variante mais transmissível, mas já fomos surpreendidos muitas vezes durante esta pandemia”, diz Gates.