Compartilhe

Imagens de câmera de segurança mostram o momento em que uma joalheria é assaltada no Parque D. Pedro Shopping, em Campinas (SP). O crime foi na noite deste sábado (25), houve troca de tiros e duas pessoas foram baleadas. Segundo a Polícia Militar, duas joalherias foram invadidas pela quadrilha simultaneamente. 

No vídeo, uma funcionária aparece abrindo as gavetas do cofre, retirando objetos de valor e colocando em uma sacola. Na porta, o ladrão aparece, segurando uma arma longa. O roubo foi perto das 20h.



Duas pessoas ficaram feridas e foram encaminhadas pela ambulância do centro de compras ao Hospital de Clínicas (HC) da Unicamp, segundo informações do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

O HC informou que as vítimas são seguranças do shopping e tiveram ferimentos nas pernas. Os dois passam bem. Segundo o hospital, tiveram alta na madrugada de domingo.

A Polícia Militar ainda não sabe o número total de criminosos envolvidos nos crimes. Durante as prisões, descobriu que uma mulher foi feita de refém quando saía do centro de compras e foi libertada em Paulínia (SP). O shopping é um dos maiores do Brasil.

Disparos de tiros foram ouvidos pelas pessoas que estavam no shopping no momento da ocorrência. Houve correria e gritos de desespero. Pessoas que estavam nos corredores correram para as lojas para se proteger.



Segundo a reportagem, no local, crianças caíram durante a movimentação. Em um restaurante, os clientes se abaixaram no momentos dos disparos. O vidro de uma loja foi atingido por um dos disparos e ficou estilhaçado.

Quem estava no cinema precisou aguardar a Polícia Militar liberar a sala, e as pessoas foram retiradas em fila, por volta das 21h. A movimentação e a tensão seguiu até o estacionamento do centro de compras.

“Todo mundo saiu correndo, um desespero”, disse um deles, já do lado de fora do shopping.

Em nota, o shopping afirmou que os envolvidos fugiram após assalto e nenhum cliente ficou ferido. “O shopping colabora com as investigações e reabrirá amanhã normalmente”.