Compartilhe

A tradicional campanha de Papai Noel dos Correios já recebeu mais de 20 mil cartinhas de crianças no Rio de Janeiro — muitas delas ainda à espera de um padrinho. O conteúdo da correspondência é diversificado: tem quem queira presentes, quem deseje só conversar e outros que pedem uma foto e a chance de tietar o bom velhinho.

Um menino (que já teve sua cartinha escolhida) fez um pedido infantil para uma necessidade de gente grande: ele e o irmão gêmeo têm anemia falciforme e o desejo de Natal para a dupla era uma doação de sangue. O g1 selecionou algumas cartinhas que sintetizam diferentes desejos infantis.



A pequena Alana Mattos, de 6 anos, priorizou uma necessidade prática para os dias de chuva, mas pediu também uma roupa de princesa, caso Papai Noel consiga realizar os dois pedidos.

“Querido Papai Noel, tenho 6 anos e ia amar um guarda-chuva rosa e uma capa de chuva. Se puder, também queria uma roupa de princesa.”

Letícia Lana não quis pedir nenhum presente neste ano, mas gostaria que Papai Noel desse uma passadinha na sua casa para fazer uma foto.

“Querido Papai Noel, meu nome é Letícia. Esse ano não vou pedir presente pois minha família é tudo na minha vida. Meu sonho é te conhecer e tirar uma foto com você. Venha na minha casa. Um grande abraço.”



A menina Daniela Ribeiro, de 6 anos, está preocupada com Papai e Mamãe Noel em meio à pandemia de coronavírus. Ela também aproveitou para desabafar sobre estar cansada de ficar tanto tempo em casa na quarentena.

“Papai Noel, eu espero que o senhor não tenha pego o coronavírus, nem você e nem a Mamãe Noel. Espero que o senhor esteja usando a máscara porque é muito importante. Só estou triste porque só estou dentro de casa. Por isso, eu quero ganhar uma boneca, tá? É o meu sonho. Muitos beijos.”

Para participar da campanha e presentear uma criança é possível adotar uma cartinha online, acessando o site blognoel.correios.com.br/adoção.

Fonte: G1