Compartilhe

Voltaram a circular no WhatApp nesta quinta-feira (5), áudios contendo ameaças de ataques a escolas de Capivari, entre elas a Padre Fabiano, no centro, Padre Carreta, no Engenho Velho, e Maria Januária, na Vila Fátima. Diante da ameaça, pais de alunos chegaram a ir na escola buscar seus filhos. O repórter Tonny Machado fez uma entrada ao vivo em frente a escola Padre Fabiano para falar do assunto. Assista abaixo!

Escola Padre Fabiano | Foto: Google Maps
Escola Padre Fabiano | Foto: Google Maps

Faz pouco mais de um mês que uma situação semelhante aconteceu, após um aluno, aproveitando o dia da mentira (1º de abril), enviar áudios dizendo que iria cometer um atentado na escola Maria Januária.



Em um dos novos áudios é dito o seguinte:

“Estamos aqui para avisar que sexta-feira vamos invadir a escola e vamos entrar sem medo na cidade. Esperamos (inaudível) que a gente vai entrar metendo bala no bagulho”.

Após a repercussão, a nossa equipe entrou em contato com a Diretoria de Ensino de Capivari e região que nos esclareceu os fatos.

Segundo a Diretoria de Ensino, um dos áudios que fala da escola Januária, na verdade é de uma escola na cidade de Rio Claro, que tem o nome de Januário no masculino, o que gera a confusão pela semelhança dos nomes.



Eles reforçam que essas notícias falsas são crimes e a polícia está agindo para descobrir os autores. Os alunos maiores que forem responsáveis pelos áudios serão punidos, e no caso dos menores, os pais serão responsabilizados pelos atos dos filhos.

De acordo com a Diretoria de Ensino, essas mensagens falsas estão sendo repassadas em todo o estado e que visam a suspensão das aulas. Tanto é, que elas sempre ocorrem de quinta ou sexta-feira. Para eles, os alunos estão fazendo isso, pois perceberam que com isso a escola vira uma bagunça e não tem aulas.