Compartilhe

Thiago Gomes Calado, de 24 anos, apontado como autor do assassinato, foi preso nesta quarta-feira (18) em Indaiatuba.



Roberto José Daher (delegado seccional), Paulo Afonso Bicudo (diretor do Deinter 9) e Fernando Marcos Dultra (da DIG). Foto|Tonny Machado

A morte do prefeito de Elias Fausto, ocorrida no mês passado, está perto de ser solucionada.

Na tarde desta quarta-feira (18), aconteceu uma entrevista coletiva na sede do Deinter 9 de Piracicaba, onde foi divulgada a prisão do executor do prefeito, Laércio Bertarelli, 58 anos, morto no dia 02 de outubro.

Ouça abaixo a matéria com trechos da coletiva.



A Delegacia de Investigações Gerais de Piracicaba prendeu em Indaiatuba, Thiago Gomes Calado, de 24 anos, apontado como autor do assassinato.

Foto|Tonny Machado

A notícia foi dada durante entrevista que contou com o diretor do Deinter, Paulo Afonso Bicudo, o delegado seccional Roberto José Daher e Fernando Marcos Dultra (da DIG).

Segundo Fernando Dultra, Thiago confessou à polícia que cometeu o crime por encomenda de Sérgo Picão, 42 anos, empresário do setor imobiliário que está preso há 27 dias por ter encomendado o assassinato.

O Crime

O rapaz afirmou à Polícia Civil que só descobriu que o homem era chefe do Executivo após a execução e que Sérgio explicou somente que era um desafeto seu e lhe ofereceu R$ 20 mil para que ele praticasse o crime, o que foi pago três dias depois.

Segundo o delegado responsável pela investigação, Fernando Dultra, a polícia chegou até o jovem através de depoimentos, diligências e análises de câmeras de segurança, onde mostram o suspeito seguindo o prefeito. Thiago foi preso dentro de casa no bairro Morada do Sol e confessou que executou Laércio Betarelli com seis tiros.

O jovem afirmou à Polícia Civil que foi contratado por Picão seis dias antes do crime e se encontrou com ele no dia 2 de outubro, data em que Dude foi assassinado. De acordo com a investigação, o empresário mostrou ao executor onde ficava o prédio da Prefeitura e o carro que o chefe do Executivo usava para realizar visitas em obras.

Thiago detalhou todo o trajeto feito pelo prefeito, que foi até o distrito de Cardeal e voltou, na manhã em que foi morto, Ao chegar à obra, ele parou o carro, perguntou o nome do prefeito e já efetuou os disparos.

Foto|Tonny Machado

Prisão

Thiago teve sua prisão temporária de 30 dias decretada e pode ser prorrogável por mais 30 dias.

O delegado destacou o empenho das polícias de Capivari, Elias Fausto e Indaiatuba e também do Ministério Público e judiciário de Monte Mor.

Mandante

No dia 22 de outubro, o empresário Sérgio Vicente Picão foi preso acusado de ser o mandante do assassinato. Na ocasião, a Polícia Civil informou que o crime teve motivação “econômica”. Sergio está preso há 29 dias na cadeia publica de São Pedro e já teve sua prisão temporária prorrogada por mais 30 dias.

Ouça a matéria: