Compartilhe

Tem gente que sente dor de cabeça e enjoo com o cheiro do combustível durante o abastecimento de carros nos postos. E tem aquelas pessoas que aparentemente gostam do forte odor da gasolina. É para esse segundo grupo que a Ford lançou uma fragrância com cheiro de combustível.

Na verdade, o perfume da Ford é para os proprietários do Mustang Mach-E GT, modelo elétrico do clássico veículo, que sentem falta do cheiro da gasolina no carro esportivo. Ele foi projetado para ajudar a conduzir esses motoristas às portas do “futuro da direção através do olfato”, diz a empresa.



A fragrância é fruto de uma pesquisa da montadora, que descobriu que um em cada cinco motoristas sente saudades do cheiro do combustível na troca por um carro elétrico. A pesquisa ainda observou que o cheiro da gasolina é um odor mais popular que o de vinho e queijo, ranqueado de maneira quase idêntica com o cheiro dos livros (físicos) novos.

‘Mach-Eau’, como é chamado o perfume, não cheira apenas a gasolina, algo que, por si só, pode desagradar a muitos narizes. Segundo a Ford, a fragrância “funde acordes esfumados, aspectos de borracha” e “um elemento ‘animal’ para dar um aceno à herança do Mustang”.

O perfume foi criado pela consultoria de fragrâncias Olfiction. A assinatura é de Pia Long, perfumista da Sociedade Britânica de Perfumes. A profissional examinou os produtos químicos emitidos no interior do automóvel, motor e gasolina. Entre eles, benzaldeído e para-cresol. Ela misturou os itens com ingredientes como gengibre azul, lavanda, gerânio e sândalo, que adicionavam toques metálicos, esfumados e mais borrachudos.