Compartilhe

O governo de São Paulo retira a obrigatoriedade do uso de máscaras em locais abertos em todo o estado. Os locais fechados, bem como transporte público e dentro das escolas, não há flexibilização: o uso permanece obrigatório. A medida teve início a partir desta quarta-feira (09), sendo publicada no início da tarde em edição extra do Diário Oficial. Além da liberação do uso das máscaras, o governo estadual também anunciou o retorno da ocupação de 100% do público nos estádios de futebol.

O governador, João Doria (PSDB), ainda comunicou que caso os indicadores permaneçam em queda, poderá ser retirada totalmente a obrigatoriedade do uso do item de proteção nas próximas semanas.



“Com o crescimento da vacinação de crianças de 5 a 11 anos, possivelmente em duas semanas o governo pode avaliar a liberação do uso completo de máscaras. Mas isso vai depender da consciência de cada pessoa. Se tudo continuar correndo bem, até o dia 23 de março, São Paulo pode anunciar a liberação completa do uso de máscaras em todos ambientes e em todas as circunstâncias”

João Doria, Governador de São Paulo

A medida vem sendo estudada desde o final do ano passado pelo Comitê Científico que orienta a gestão de João Doria. Entretanto, com a chegada e o avanço da variante Ômicron, o governo decidiu manter a regra, inicialmente prevista até o final de março. Mas Dória vem se mostrando otimista desde a semana passada, levando a mudança na regra.