Compartilhe

Simon Curtis viralizou depois de narrar uma saga que se iniciou após encontrar uma perereca na embalagem da alface, comprado em uma rede de supermercados, e adotá-la. A “intrusa” agora se tornou parte da família, sendo adotada como um animal de estimação, e tem até nome: Tony.

No Twitter, o homem norte-americano, de 35 anos, que trabalha como músico e ator, começou a história ao contar ter achado o bichinho na caixa de plástico, no dia 20 de dezembro. Depois disso, pensou em devolver a perereca para a natureza, mas, em consequência da temperatura extremamente fria — e fatal para o bichinho, decidiu mantê-la por mais tempo dentro de casa.



Em entrevista, ele contou ter comprado a alface romana cerca de quatro dias antes de abri-la. Ele criou um habitat para que a perereca tivesse um espaço mais saudável, conversou com especialistas e a alimentou com vermes. O jovem contou ainda que um especialista em anfíbios que, segundo ele, trabalha na National Geographic, o incentivou a manter a perereca em casa “para não trazer doenças ou novas discrepâncias genéticas para o ecossistema”.

“Se eu ficar com o Tony, ele receberá um terrário adequado, alto o suficiente para o animal, com controle de umidade e temperatura, bastante espaço para escalada e esconderijo, e tudo o que precisa para a saúde a longo prazo e felicidade”, comentou ele. Embora ainda não saiba se manterá Tony por muito tempo em casa, ele relembrou quando tinha 10 anos e enfrentava uma leucemia. Qual era o bicho de pelúcia que o fazia companhia no hospital? Um sapo.