Compartilhe

Pesquisadores pretendem utilizar anticorpos para combater o novo coronavírus.

O desenvolvimento do produto está sob a responsabilidade de cientistas do Instituto Butantan, em São Paulo, e tem o apoio da Fapesp.



Eles esclarecem que os anticorpos monocionais neutralizantes, como são chamados, são selecionados de células de defesa do sangue de pessoas que se curaram da Covid-19.

A ideia é encontrar uma ou mais dessas proteínas com capacidade de se ligar ao vírus e fazer com que seja neutralizado.

Dessa forma, as moléculas mais promissoras poderão ser utilizadas no tratamento da doença.

A pesquisadora Ana Maria Moro, que coordena o estudo, explica que o plasma, parte líquida do sangue, de pessoas que se curaram do novo coronavírus é rica em anticorpos.



No entanto, é preciso analisar quais deles são mais eficientes no combate ao microorganismo.