Compartilhe

Cozinhar, lavar louças e praticar atividades de jardinagem são tarefas domésticas que podem reduzir em cerca de 20% o risco de desenvolver Alzheimer, de acordo com um estudo publicado no jornal da Academia de Neurologia dos Estados Unidos, na quarta-feira (27).

Os autores do trabalho, inclusive, sugerem que as atividades domésticas são a segunda forma mais efetiva de prevenção contra a degeneração cerebral, ficando atrás somente da prática de caminhadas ou de andar de bicicleta regularmente. A pesquisa analisou dados de 500 mil moradores do Reino Unido, com média de idade de 56 anos e que não apresentavam demência.



As informações deles foram acompanhadas por 11 anos e, ao término do período, os pesquisadores observaram que o grupo de participantes que realizavam atividades domésticas com frequência tiveram 21% menos chance de ser diagnósticos com Alzheimer e demência.”