Compartilhe

Uma mulher, de 32 anos, foi presa em Ahmedabad (Gujarat, Índia) após o marido se suicidar alegando sofrer com a “falta de sexo” em casa. A prisão foi feita após a mãe do homem apresentar queixa à polícia local.

Segundo ela, o filho não dormia mais com a esposa, com a qual estava casado havia quase dois anos. Na queixa, a sogra alega que a nora não cumpria as atribuições de esposa, o que levou o filho ao suicídio. A mulher foi acusada de “contribuir para o suicídio do marido”, ocorrido em 27 de julho. Dias antes do suicídio, a mulher tinha deixado a casa onde vivia com o marido e foi morar com os pais.



“Uma vez, entrei no quarto de meu filho e descobri que ele e a minha nora estavam dormindo em camas diferentes. Quando perguntei a meu filho sobre isso, ele me disse que eles não tinham relações, pois a mulher havia feito um voto de que não dormiria com seu marido”, declarou a sogra.