Compartilhe

O prefeito de Alton (Illinois, EUA), Brant Walker, pediu que os moradores da cidade se isolassem em suas residências para impedir o avanço do coronavírus. Porém muitas pessoas continuavam desafiando as orientações. Então, ele ordenou que a polícia local usasse a força para fazer valer a quarentena.

Menos de 48 depois, policiais foram a um bar da cidade onde havia grande número de frequentadores. Para a surpresa dos agentes, entre os clientes estava a esposa do prefeito. “Eu ordenei que a polícia a tratasse como trataria qualquer outro cidadão que violasse a ordem de ficar em casa e garantisse que ela não teria tratamento especial”, afirmou o prefeito em nota oficial. ele se disse constrangido com o episódio.



“Minha esposa é uma adulta capaz de tomar suas próprias decisões e, nesse caso, exibiu uma impressionante falta de julgamento. Ela agora enfrenta as mesmas consequências para sua decisão imprudente que as outras pessoas que escolheram violar a ordem de permanecer em casa. Estou envergonhado e peço desculpas aos cidadãos de Alton por qualquer vergonha que esse incidente possa causar à nossa cidade”, escreveu o prefeito.

A violação da quarentena na cidade de Alton, que tem tem 26,5 mil moradores, pode provocar pena de prisão de até 1 ano e multa de US$ 2.500 (R$ 13 mil).

Fonte: Page Not Found