Compartilhe

A proposta de autoria de Tasso Jeireissati (PSDB-CE), pretende reformular os programas sociais do Governo Federal, inclusive o Bolsa Família, para amparar as famílias carentes nos próximos três anos. O plano deve seguir metas de redução da pobreza, para que as famílias não precisem depender dos programas a longo prazo. Para isso estão previstos projetos de qualificação profissional e de criação de empregos.

O Senador do estado do Ceará já levou seu projeto ao líder do governo no Senado, Fernando Bezerra (MDB-PE) e ao vice presidente Antônio Anastasia (PSD-MG). A proposta prevê três programas para a substituição do Bolsa Família: Renda Mínima (R$ 230,00); Poupança Seguro Família (R$ 39,00) e Poupança Mais Educação, com depósito de 20 reais para estudantes matriculados na rede pública de ensino.



A previsão é que esses programas tenham um orçamento de 46 Bilhões de reais por ano, dentro do orçamento do teto de gastos.