Compartilhe

Nesta quinta-feira, (28), no programa Primeira Página, Edison Zuin, sensei de karatê e proprietário de acadêmia de artes marciais em Capivari, falou sobre seu trabalho, medalhas e conquistas com seus alunos através da modalidade.

Quando questionado sobre o esporte ser considerado perigoso e violento, o sensei respondeu: “Muita gente entra no karatê para aprender a se defender e acaba entrando de vez no esporte. Eu mesmo, sou campeão brasileiro, campeão mundial na Venezuela, na Argentina e nunca usei o karatê fora da acadêmia. Isso que eu passo para as crianças”.



Recentemente, em torneio classificatório na cidade de Uberlândia, quatro atletas do sensei voltaram com medalha, sendo duas de ouro, uma de prata e uma de bronze. Além de três alunos classificados para a finais do Campeonato Brasileiro, que acontece em novembro na cidade de Fortaleza. Edison também falou sobre o projeto que realiza em parceria com o Conselho Municipal do Direito da Criança, (CMDCA), levando aulas de karatê para as escolas de Capivari. “No São João temos 53, 54 crianças, começamos também esse ano com o projeto no Moreto, Castelani e na José Benedito”. Completou o sensei.

Se você dar uma olhada nas nossas aulas no São João, ou nas outras escolas, você não imagina o carinho que as crianças têm. Elas passaram a ser como filhos, família, uma família feliz. Abraça, conversa, tem um carinho cara fabuloso essa criançada, até na própria academia, eles tem esse carinho. Falamos que nossa Associação não é uma academia, é uma casa de família!”

Edison Zuin sobre seu trabalho de karatê nas escolas de Capivari